BLOG COLETIVO, os temas são variados.
Tudo começou em 2004 numa comunidade de gente 'madura' do orkut, aos poucos cresceu a amizade e sintonia, apesar de vivermos em diferentes lugares. Participamos da comunidade fechada Jiló com Miolo no orkut, no Facebook, e no blog mostramos nosso 'espírito jiló'.

Um caminho suave

Quem nunca ouviu falar da Caminho Suave? É o nome de uma cartilha que foi muito popular nas escolas brasileiras nas décadas de 60,70, 80 e no começo da década de 90.

Pergunte a seus amigos como aprenderam a ler e a escrever.

A maioria vai se lembrar, com prazer, do "F de faca", do "G de gato", dos desenhos que acompanham cada letra do alfabeto. Ou então: " A babá lava a barriga do bebê."


Ela trabalhava com o método fônico: associação de figuras com as palavras, começando pelas vogais, depois ia para os encontros vocálicos e depois caminhava para a alfabetização.


A capa do livro era muito romântica: mostrava duas crianças de mãos dadas, debaixo de uma cerejeira em flor em pleno céu azul, a caminho da escola.




Branca Alves de Lima, foi a idealizadora da cartilha. A primeira edição é de 1948, e por mais de 30 anos foi a principal arma de alfabetização do País.


O método de alfabetização da época era analítico e se baseava na memorização das letras, vogais e depois consoantes, e das sílabas, com as quais os aprendizes formavam palavras, frases e, posteriormente, usavam seus conhecimentos para fazerem redações.

A jovem professora Branca percebeu a grande dificuldade que aquelas crianças tinham em “decorar” todo aquele conteúdo. Na época, ainda se usavam castigos corporais para os que não aprendesse, e com isso ela também não concordava.

Na tentativa de ajudar os alunos a memorizar as letras e respectivas sílabas, fez desenhos simples que continham a inicial de palavras chaves: o "a", no corpo da abelha, o "e" na tromba do elefante, o "f" no cabo da faca, o "g" no corpo do gato e, assim por diante.

O sucesso foi total. Várias gerações puderam aprender o "c" do cachorro, o "b" da barriga e do bebê e toda a seqüência do alfabeto. Assim, em 1947, nasceu a cartilha Caminho Suave, um caminho mais ameno e menos doloroso para ensinar meninos e meninas a ler e escrever.


A editora Edipro, atual responsável pela produção da Caminho Suave, conta histórias como a do empresário paulista que comprou 50 cartilhas para presentear os amigos no Natal. O resultado não foi outro: os presenteados adoraram e sempre vinham com aquelas frases:

"- Cartilha Caminho Suave ?

- Eu aprendi a ler com ela !

- Quanta saudade !"


Além de mim, mais alguém sente saudade desse tempo em que tínhamos este suave caminho em nossas vidas?

12 comentários:

Jussara Gehrke disse...

Ciça, eu também aprendi a ler com essa cartilha!... quando olho a imagem lembro-me até do cheiro da minha escola, uma casarão antigo que hoje é Museu de Antropologia em Jacareí.

Foi aí que começou nossa aventura com as letras, né?

adorei seu post!!!!

beijo

Jussara Gehrke disse...

A de abelha
B de barriga
C de cebola
D de dado
E de elefante
F de faca
G de girafa
H de
I de igreja
J de jacaré
L de laranja
M de macaco
N de navio
O de
P de pato
Q de queijo
R de rato
S de sapo
T de tapete
U de unha
V de
X de xadrez
Z de zabumba

não me veio o H, o O e o V

Jussara Gehrke disse...

ooopsss...

errei!

J de jarro

também, faz só 51 anos!

Ciça Camargo disse...

Ju,

Acho que era H de hospital

O de ovo

V de vaca

Merciasz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Merciasz disse...

Caminho Suave,me fez lembrar do GRUPO ESCOLAR LAMARTINE DELAMARE.
Me fez lembrar, da prof.Helena Saciloti.
Me fez lembrar, da emoção de aprender.

flut disse...

eu lembro dessa cartilha!
que angústia!
como eu aguentei isso, me diz...?
imagina uma criança de hoje tendo que decorar essa coisa toda...

detalhe: eu aprendi a ler muito cedo e era excelente aluna.

Vivi Damásio disse...

Gente!
Eu não lembro de nada disso... nem de que cartilha ou livro usei quando aprendi a ler...
Mas lembro que eu tinha de 5 prá 6 anos...

Anhuska disse...

Caramba, que memória a de vocês!
Eu nem lembro se aprendi a ler.

Gerson Alexandre disse...

Eu gostaria de ter guardado o meu exemplar, mas a cartilha tinha um problema de confecção, capa dura e ia se desmanchando aos poucos com o manuseio.Pelo menos o meu exemplar. Eu acho que o H da cartilha era de Homem, mas vou tentar confirmar.

Anônimo disse...

Adorei o post! Embora já soubesse ler histórias em quadrinhos antes de entrar para a escola, foi com "Caminho Suave" que realmente me alfabetizei, comecei a aprender as regras, etc... Em 1974... direto do túnel do tempo! rsrs

Antonio César disse...

A de abelha
B de barriga
C de CACHORRO
D de dado
E de elefante
F de faca
G de GATO
H de HOMEM
I de igreja
J de JARRO
L de laranja
M de macaco
N de navio
O de OVO
P de pato
Q de queijo
R de rato
S de sapo
T de tapete
U de UVA
V de VACA
X de xadrez
Z de ZAZA