BLOG COLETIVO, os temas são variados.
Tudo começou em 2004 numa comunidade de gente 'madura' do orkut, aos poucos cresceu a amizade e sintonia, apesar de vivermos em diferentes lugares. Participamos da comunidade fechada Jiló com Miolo no orkut, no Facebook, e no blog mostramos nosso 'espírito jiló'.
se eu quisesse
sairia da cidade
moraria onde pudesse
deixaria saudade
partiria quando desse
não interessa a idade

andaria a esmo
descobriria ruas
iria sozinha
pediria abrigo
trabalharia à noite
viveria de dia
ouviria música
saberia línguas
pediria arrego
trocaria o nome
mandaria cartas
choraria à vezes
não envelheceria
perderia o rumo
cometeria erros
distríbuira beijos
arruinaria casamentos
visitaria museus
deixaria o cabelo crescer
sorriria diferente
montaria uma casa
viajaria em cargueiro se eu quisesse mesmo

(Martha Medeiros)

Esse poema me faz pensar em escolhas e atitudes que fazemos e temos diante de nós. Muitas dessas coisas eu mesma fiz e exatamente porque quis fazer, não há ninguém com quem possa dividir o prazer ou a culpa, dependendo da escolha ou da atitute que assumi em determinado momento ou passagem. E é também um legado que quero deixar depois que me for. Não que meus passos sejam seguidos mas que os adultos que influenciei e as crianças que ainda posso tocar saibam andar com seus próprios pés, questionar suas certezas e abraçar seus momentos felizes, mas porque quiseram.

A gente nunca para mesmo de crescer...

3 comentários:

Anhuska disse...

Ah como eu gostaria, e se eu pudesse, teria você em minha companhia.

IZILDA disse...

Wal,
Me agrada muito também saber que eu poderia fazer tudo aquilo que eu quisesse, desde que EU quisesse... E o melhor de tudo, é que é exatamente o que tenho feito!
Obrigada pelo texto, tão especial quanto você!
Beijins

Jussara Gehrke disse...

Wal, penso assim, somos as nossas escolhas, apenas nós somos responsáveis pelo caminho que tomamos.

gosto da Martha Medeiros e nesse poema ela expressa o sentimento de muita gente...